Pallets e Plásticos - Schoeller

Receba nossas novidades por e-mail

Cadastro completo

Conheça nossos produtos

todos os produtos
Solicite seu
orçamento agora!

Ou ligue para
(11) 3044.2151

ver todas as notícias

Perguntas Frequentes
Entenda melhor os pallets plásticos

ver todas perguntas

Qual a diferença do pallet de plástico e o de madeira?

Os pallets de plástico possuem inúmeras vantagens em relação a outros materiais. Por se tratarem de produtos de fabricação rudimentar, os pallets de madeira são objetos de constante degradação, gerando mais gastos com manutenção, e anti-higiênicos, pois facilitam a proliferação de fungos, bactérias, pragas e doenças que podem ser transportadas junto à madeira. Seu manuseio traz diversas complicações ao usuário, pois é um produto pesado e que possui pregos, lascas e cantos vivos, causando ferimentos. Já os pallets de plástico não requerem nenhuma manutenção, seu tempo de vida útil pode ultrapassar 10 anos, gerando uma economia de até 75%. De fácil manuseio e deslocamento, os pallets de plástico implicam menores custos de transporte. Altamente resistentes, estão menos sujeitos a intempéries e, devido à sua composição, favorecem os processos de limpeza e higienização completa.

Por que o pallet plástico traz vantagens ambientais?

O pallet de plástico é 100% reciclável, além de possuir vida útil maior que a dos pallets de madeira, seu processo de fabricação é extremamente cuidadoso com o meio ambiente. Para cada 5 pallets de madeira, é utilizada aproximadamente 1 árvore, e para 5 pallets de plástico são retirados do meio ambiente 135kg de resíduos plásticos.
Já os pallets de madeira impactam diretamente o meio ambiente, pois sua matéria prima advém do desmatamento, causando necessidade imediata de reflorestamento. Seu descarte também é um ponto muito discutido, pois, por se tratar de um material de baixo custo, é descartado de qualquer maneira e em qualquer lugar, inclusive à margens de rodovias e rios.

Qual a diferença entre pallet injetado e pallet rotomoldado?

Injetado
O processo de injeção consiste essencialmente no amolecimento do material num cilindro aquecido e sua consequente injeção em alta pressão para o interior de um molde relativamente frio, onde endurece e toma a forma final. O produto moldado é então expelido do molde por meio dos pinos extratores, ar comprimido, prato de arranque ou outros equipamentos auxiliares.


Rotomoldado
O processo de rotomoldagem é ideal para a produção de peças ocas de grande porte, bem como para peças com dimensional reduzido quando a configuração não possibilita sua produção através dos demais processos. Os índices de produção são relativamente baixos, visto que a produção é demorada, se comparada com os demais processos. No processo de rotomoldagem, o material termoplástico é inserido na cavidade do molde, em forma de pó, em quantidade adequada para atender os requisitos de espessura do produto, então o molde é fechado, colocado em um forno e girado vertical e horizontalmente. O molde, que continua girando, distribui o material em início de fusão sobre suas paredes por efeito da força centrífuga, formando uma película. Após um determinado período, o molde é retirado do forno e resfriado para manutenção da forma desejada da peça, posteriormente o produto é retirado do molde, na maioria das vezes de forma manual.